Placeholder image for template purposes.

Millennials Prosperando Na Magna

DAVID WADE
NÃO HÁ LUGAR MAIS EMPOLGANTE

Após se formar na faculdade de administração Ivey Business School na Western University em 2013, David Wade começou sua carreira no mundo do capital privado e bancos de investimento, incluindo um período em Londres, Inglaterra. Mas como um canadense que cresceu em Vancouver, ele estava de olho na Magna

"A Magna tem um certo fascínio porque é uma das empresas mais proeminentes do Canadá", diz Wade.

Ele entrou da empresa em 2019 como gerente de desenvolvimento corporativo da Magna International e está baseado em Toronto.

1920x960-menu-photos-02

O QUE INCENTIVOU VOCÊ A ENTRAR NA MAGNA?

Eu queria me tornar especialista em um setor específico e desenvolver experiência na área. O setor automotivo está no cerne da transformação tecnológica. Não há lugar mais empolgante para se estar do que na indústria automotiva, com a eletrificação e a autonomia gerando novos modelos de negócios.

QUAL FOI O SEU MOMENTO DE MAIOR ORGULHO NA MAGNA ATÉ AGORA?

Eu trabalho em fusões e aquisições de larga escala e investimentos de capital de risco. Tive a oportunidade de trabalhar em algumas transações muito empolgantes junto com membros seniores da equipe. Na Magna, idade e anos de experiência não são os únicos pré-requisitos para gerar um impacto. Há oportunidades de crescer e contribuir, além de uma disposição de escutar qualquer pessoa que possa agregar valor.

DO QUE VOCÊ MAIS GOSTA NO SEU TRABALHO?

É muito legal e interessante poder deixar minha marca e colaborar com essas decisões estratégicas transformadoras. A capacidade de trabalhar duro em acordos e ajudar a moldar a empresa é o que me inspira.

COMO SERÁ O SEU VEÍCULO DO FUTURO?

Ele vai ter uma cama.

CAFÉ OU CHÁ? CACHORRO OU GATO? QUAIS TE REPRESENTAM E POR QUÊ?

Café. Eu sou energético, motivado e determinado a criar um bom resultado. Mas também gosto de acreditar que sou cuidadoso como uma xícara de chá. Eu gosto mais de gatos. Gatos têm um certo nível de independência, mas podem ser bons companheiros.

Marisa_Jayne-02

MARISA JAYNE
POSSIBILIDADES CRIATIVAS SÃO INFINITAS

Como capitã do time de futebol feminino na universidade Purdue University Northwest, Marisa Jayne dava exemplo no campo e na sala de aula. Sua experiência de trabalho em equipe foi valiosa quando ela entrou para a Magna em 2018 como estagiária na engenharia corporativa e na P&D de desenvolvimento de negócios.

Após se formar em engenharia mecânica em 2019, Jayne voltou para a empresa como analista comercial técnica, e hoje trabalha como engenheira de pesquisa na sede da Magna em Troy, Michigan.

Em seu tempo livre, ela treina garotas de 10 anos em um clube de futebol da comunidade.

"Eu digo a elas durante o treino: 'Eu quero que vocês errem'", diz. "Se não errarem, não vão aprender e crescer como jogadoras."

O QUE INCENTIVOU VOCÊ A ENTRAR NA MAGNA?

Eu amo matemática e ciência, e também entender como as coisas funcionam no contexto de um sistema inteiro. Também adoro um desafio. Eu moro fora de Detroit, o maior centro automotivo do mundo. Quando comecei a pesquisar oportunidades de carreira, eu descobri a Magna e tudo fez sentido.

DO QUE VOCÊ MAIS GOSTA NO SEU TRABALHO?

Das pessoas e dos conceitos nos quais trabalhamos. Engenheiros são as pessoas mais legais e simpáticas que você pode conhecer. Nossa equipe técnica é incrível, e cada um vem de um contexto diferente. Eu me sinto confortável com minha equipe, o que significa que posso falar e agir com liberdade. Estamos trabalhando com nova mobilidade, e isso abrange tudo. Estamos analisando a possibilidade de usar energia solar para veículos e aplicativos de micromobilidade. As possibilidades criativas são infinitas.

QUAL É O MELHOR CONSELHO QUE UM MENTOR DA MAGNA LHE DEU?

Eu faço pesquisa back-end para nova mobilidade e outros projetos. Como engenheira de pesquisa, não tenho o maior impacto nas decisões; os dados têm. Meu mentor Ron Zak sabia que eu estava nervosa antes de uma grande apresentação. Ele disse: "Marisa, você fez a pesquisa, você sabe que está certa. Fale com confiança". Isso realmente ficou gravado em mim.

COMO SERÁ O SEU VEÍCULO DO FUTURO?

Com certeza vai ser movido completamente por energia solar. Será bem elegante, sem rodas giratórias, autônomo e com um depósito infinito de lanches.

DESCREVA-SE EM UMA HASHTAG.

#criativa

ZHAO LE HUANG
CONVOCANDO A FELICIDADE

Zhao Le Huang, uma engenheira de laboratório na fábrica da Magna em Shunde, China, entrou na empresa há três anos e logo assumiu grandes responsabilidades. Hoje, ela é a cogerente de uma equipe de sete pessoas cujas tarefas incluem certificar produtos para exportação.

Seu nome significa "convocando a felicidade" em mandarim. A jornada começou em uma pequena cidade na China, onde seus pais trabalhavam no campo de arroz e ninguém tinha carro.

Huang diz que não precisa mais procurar. Ela encontrou felicidade na Magna.

Zhao_Le_Huang-01

O QUE INCENTIVOU VOCÊ A ENTRAR NA MAGNA?

Eu trabalhava com outro fornecedor na época e vi que a Magna estava recrutando, então enviei meu currículo. Eu gostei do excelente trabalho em equipe aqui. São cinco mulheres e dois homens na minha equipe, e a maioria deles têm a mesma idade que meus pais, mas diferença de idade não importa. Se você tratar todos com o seu "coração", receberá o mesmo de volta.

QUAL É O MELHOR CONSELHO QUE UM MENTOR DA MAGNA LHE DEU?

Meu parceiro e cogerente é Hexin Li, que trabalha na Magna há 29 anos e é um ano mais novo que meu pai. Eu o consulto sempre que tenho dúvidas ou estou com algum desafio. Ele tem um grande coração. Seu melhor conselho é "deixe que o seu trabalho fale por si só".

QUAL FOI O SEU MOMENTO DE MAIOR ORGULHO NA MAGNA ATÉ AGORA?

Nosso laboratório é auditado por fabricantes automotivos para garantir que estamos qualificados para fazer os testes e se certificar de que não precisam terceirizar nada. Um dos meus momentos de maior orgulho aconteceu quando fomos certificados pela Geely. Geely é um cliente importante e esse foi um grande marco. Também fiquei orgulhosa quando fomos reconhecidos como laboratório nacional pelo governo chinês. É uma grande honra.

SE VOCÊ TIVESSE UMA HORA EXTRA NO DIA, O QUE FARIA?

Eu pintaria. As lições que aprendi na pintura podem ser aplicadas ao meu trabalho. A mentalidade é a mesma. Não entre em pânico. Não se apresse. Passo a passo.

Dominika_Bonnanova-01

DOMINIKA BONNANOVA
BOM CONSELHO DE IRMÃO

Dominika Bonnanova entrou na Magna em 2018 como operadora na linha de pintura da fábrica da Magna em Liberec, República Tcheca. Depois de apenas um ano, ela foi promovida a inspetora de qualidade de produção.

Antes de entrar na Magna, Bonnanova trabalhava em uma livraria em Jablonec, uma cidade industrial vizinha. Como outras jovens mulheres no seu país, ela tem interesse no setor automotivo, um impulsor da economia tcheca.

Seu trabalho inclui inspecionar para- choques, spoilers e soleiras, mas ela vê sua carreira (e seu carro) decolando no futuro.

O QUE INCENTIVOU VOCÊ A ENTRAR NA MAGNA?

Meu irmão Juraj era líder de equipe na fábrica de Liberec e recomendou a Magna como um bom lugar para se trabalhar. O setor automotivo era novo para minha família. Meu pai trabalhava no serviço alimentício em resorts de ski locais, e minha mãe era assistente de loja.

DO QUE VOCÊ MAIS GOSTA NO SEU TRABALHO?

O trabalho é desafiador. Ele varia e nunca fica entediante. Eu também sou muito tímida. Aprendi a me comunicar melhor com as pessoas na livraria, e estou melhorando ainda mais minha comunicação em meu novo cargo.

QUAL FOI O SEU MOMENTO DE MAIOR ORGULHO NA MAGNA ATÉ AGORA?

Minha promoção. Eu fiquei feliz de receber mais responsabilidades.

QUAL É O MELHOR CONSELHO QUE UM MENTOR DA MAGNA LHE DEU?

Eu não tenho apenas um mentor ou um conselho. Tenho várias colegas que me ajudaram e ainda me ajudam. Elas trabalham no chão de fábrica e no departamento de qualidade. Elas me dão conselhos sobre como ser rápida e eficaz no meu trabalho. Nesse trabalho, a rapidez é muito importante para o cliente.

QUAL É O SEU TRABALHO DOS SONHOS?

Gostaria de trabalhar na administração da fábrica.

COMO SERÁ O SEU VEÍCULO DO FUTURO?

Será um carro voador.

BAISHENG WANG
UMA OPORTUNIDADE DE TRABALHO COMO SE FOSSE O "DESTINO"

Enquanto caminhava na rua perto da fábrica da Magna em Zhangjiagang, China, Baisheng Wang se deparou com um quadro de aviso que tinha um anúncio de trabalho intrigante.

O trabalho de fabricação combinava suas duas paixões: automóveis e eletrônicos. Ele tirou uma foto do anúncio com seu celular e se candidatou imediatamente. Hoje, ele é operador de produção na Magna e cria placas de circuitos para veículos BMW.

"Foi o destino", Wang lembra. "Estou muito feliz."

Baisheng_Wang-01

O QUE INCENTIVOU VOCÊ A ENTRAR NA MAGNA?

Eu cresci na pequena cidade de Wanjiagou, no sudoeste da China, onde meus avós eram fazendeiros que cultivavam milho, trigo e arroz. Meus pais trabalhavam na cidade, mas não tínhamos nenhuma ligação com o setor automotivo e não tínhamos meios de transporte. Se quiséssemos ir a algum lugar, tínhamos que ir caminhando. Eu escolhi o setor automotivo como minha especialidade na escola profissionalizante. Sempre amei navegar na internet e encontrar informações sobre carros. Eu gostava de passear em exposições de carros. Tenho um pen drive cheio de fotos dos meus carros favoritos.

DO QUE VOCÊ MAIS GOSTA NO SEU TRABALHO?

Estou aprendendo muito e me esforçando para ser o melhor. Este é o meu segundo emprego depois da escola. No meu primeiro emprego, eu fazia peças eletrônicas no setor de energia solar. Também era um emprego de fabricação, mas eu descobri que gosto muito mais da indústria automotiva.

QUAL É O MELHOR CONSELHO QUE UM MENTOR DA MAGNA LHE DEU?

Meu mentor na Magna é Shengping Fang. Ele é um operador de produção muito experiente, que me lembra de ser atencioso, cuidado e levar o trabalho a sério. Um pequeno erro pode gerar um grande problema. Poderia danificar o veículo e afetar a reputação da empresa.

COMO SERÁ O SEU VEÍCULO DO FUTURO?

Eu quero o veículo mais seguro possível, então vai ter airbags externos. Segurança é fundamental para mim e minha família.

QUAL É O SEU FILME DE AUTOMÓVEIS FAVORITO?

Velozes e Furiosos 7 da franquia Velozes e Furiosos.

GOLFE, PINGUE-PONGUE, FUTEBOL OU HÓQUEI DE GELO. QUAL DESSES COMBINA MAIS COM SUA PERSONALIDADE?

Futebol. Tem a ver com trabalho em equipe e marcar um gol. Eu gosto de trabalhar em equipe e de vencer.

Weerapong_Prawanna-01

WEERAPONG PRAWANNA
BOA SORTE NA MAGNA

Após seu trabalho de meio período como segurança em Bangkok, Weerapong Prawanna conseguiu um emprego na Magna em 2013 como operador de produção na fábrica da empresa Cosma na Tailândia.

Hoje, ele é inspetor de qualidade da linha da Toyota na fábrica. O emprego permite que ele sustente os pais e sua irmã de 20 anos em sua cidade natal de Na-Nok-Chum, uma vila rural. O nome significa "campo de arroz com vários pássaros".

O trabalho na Magna fez com que Prawanna, cujo apelido é "Bank", a se sentir "sortudo" e ter grandes sonhos.

O QUE INCENTIVOU VOCÊ A ENTRAR NA MAGNA?

Eu fui a primeira pessoa da família a trabalhar com fabricação, e sou muito grato por isso me dar a chance de ajudar meus pais. Eles têm orgulho de mim e valorizam o dinheiro que posso dar para eles. Durante minha infância, não tínhamos carro, e meus pais andavam de lambreta. Eu planejo comprar um carro para eles.

DO QUE VOCÊ MAIS GOSTA NO SEU TRABALHO?

Tenho amigos aqui. O líder de qualidade é um amigo. Eu posso conversar com ele sobre o trabalho e sobre qualquer questão pessoal. É importante ter bons colegas e líderes.

QUAL FOI O SEU MOMENTO DE MAIS ORGULHO NA MAGNA ATÉ AGORA?

Não tenho um momento específico porque me sinto orgulhoso o tempo todo. Eu me sinto bem com a responsabilidade de verificar a qualidade. Além disso, a Magna me trouxe sorte. Todo ano, nossa fábrica faz uma festa de Ano Novo para colaboradores com um sorteio. Eu ganhei o maior prêmio duas vezes. Em ambas as vezes, era um colar de ouro, que eu dei para a minha mãe.

QUAL É O SEU TRABALHO DOS SONHOS?

Eu gosto de controle de qualidade, então gostaria de ser gerente de qualidade um dia. Eu também amo café, então gostaria de ter uma cafeteria.

COMO SERÁ O SEU VEÍCULO DO FUTURO?

Seria completamente autônomo com uma cafeteira.

SE VOCÊ TIVESSE UMA HORA EXTRA NO DIA, O QUE FARIA?

Correria no parque.

QUE TRÊS PALAVRAS VOCÊ ESCOLHERIA PARA DESCREVER VOCÊ?

Três, não. Quatro. Seriam: "Tranquilo, sério no trabalho".

MITCHELL BAUMAN
ENCONTREI UM DESAFIO

Sua carreira na Magna começou em 2010 como colaborador temporário do chão de fábrica, construindo a janela deslizante traseira para a caminhonete Dodge Ram na fábrica Engineered Glass em Holland, Michigan. Hoje, Mitchell Bauman é líder de projeto de MES, trabalhando em sistemas de execução de fabricação para a fábrica do futuro.

"O desejo de aprender e ir além aconteceu na Magna", diz Bauman.

Mitchell_Bauman-01

DO QUE VOCÊ MAIS GOSTA NO SEU TRABALHO?

Encontrei um desafio na Magna e nunca fico entediado. Sempre me sinto inspirado para inovar e fazer algo melhor. Também tive a sorte de trabalhar com gerentes que me mostraram como posso crescer dentro da empresa. De operador, eu fui para construção e gerenciamento dos meus próprios projetos que envolvem transformação de dados.

QUAL É A MAIOR LIÇÃO QUE VOCÊ APRENDEU NA MAGNA?

As pessoas no chão de fábrica são as mais importantes. Elas fazem o trabalho com a ajuda dos demais. Também aprendi a importância da comunicação e amizade. Quando eu treinei no terceiro turno, a equipe era ótima em comunicação, o que ajudava a superar a taxa de produtividade. Eles se conheciam e conversavam entre si. Isso fazia diferença.

QUAL É A COISA MAIS INTELIGENTE QUE VOCÊ FEZ PARA SE PREPARAR PARA ESSE NOVO ESTÁGIO DA SUA CARREIRA?

Usar meu aprendizado contínuo na Magna. Compreender o negócio como um todo faz parte do que eu estudei. A Magna é empresarial, e posso me encaixar em qualquer lugar atualmente porque entendo os conceitos de abrir um negócio.

COMO SERÁ O SEU VEÍCULO DO FUTURO?

O próximo passo é a autonomia. Conveniência é essencial. As pessoas valorizam bens e serviços que tornam suas vidas mais convenientes.

O QUE FAZ PARA RELAXAR?

Correr e fazer musculação se tornaram meus hobbies. Também gosto de experimentar novos restaurantes. Eu amo música e literatura. E gosto de ler artigos sobre Indústria 4.0 e a Liga Nacional de Futebol.

Ramandeep_Kaur-01

RAMANDEEP KAUR
APRENDENDO DIARIAMENTE

Um professor inspirador incentivou Ramandeep Kaur a procurar emprego na Magna, uma decisão que trouxe avanços na sua carreira e satisfação.

Kaur entrou na Magna em 2017 como auditora de controle de qualidade na divisão MSM em Ontário, Canadá, e se tornou parte de uma equipe que estava trabalhando em lançamentos para os produtos da General Motors e da Ford. Ela foi promovida a líder de qualidade na fábrica em fevereiro.

A melhor parte do seu trabalho: "Estou aprendendo diariamente. A maior lição que aprendi foi como trabalhar com pessoas".

COMO SERÁ O SEU VEÍCULO DO FUTURO?

Vai ser como um carro que vi em um filme de Bollywood. Ele dirigia sozinho e fazia tudo, incluindo baliza.

O QUE INCENTIVOU VOCÊ A ENTRAR NA MAGNA?

Quando estava me dedicando ao meu diploma de pós-graduação em gestão de engenharia de qualidade na Lambton College, em Ontário, tive um professor que já tinha trabalhado na Magna. O nome dele era Dhaval Vyas. Ele contava sobre sua ótima experiência e sobre o conhecimento que ele adquiriu enquanto trabalhou aqui. Era inspirador e eu queria ter a mesma experiência. Eu soube, na hora em que entrei na MSM para a entrevista, que este seria o lugar onde eu queria trabalhar.

QUAL É A COISA MAIS INTELIGENTE QUE VOCÊ FEZ PARA SE PREPARAR PARA A SUA CARREIRA?

Não tínhamos carro na fazenda em que eu cresci, na Índia. Embora meu pai não tenha ido para a escola, todos sabemos, na cultura indiana, que a educação gera oportunidades. Eu senti que aprofundar minha educação no Canadá me ajudaria a me concentrar nos aspectos mais práticos do que eu precisava para ter sucesso. Muito do que aprendi se aplica ao meu emprego atual.

QUAL É O MELHOR CONSELHO QUE UM MENTOR DA MAGNA LHE DEU?

Não importa quão estressante seja uma situação, tenha segurança e confiança em si. Você precisa acreditar em você. Esta é uma lição que, com certeza, vai me beneficiar durante toda minha carreira e minha vida.

SE VOCÊ TIVESSE UMA HORA EXTRA NO DIA, O QUE FARIA?

Eu jogaria badminton. Na minha infância, eu era a melhor jogadora de badminton da escola. Backhand era o meu melhor tipo de rebatida.

ANNA CAO
UM BOM LUGAR PARA CRESCER

A decisão de uma adolescente de estudar engenharia nos EUA lançou Anna Cao em uma carreira de sucesso. Ela cresceu na China, formou-se em engenharia mecânica na Purdue University e entrou na Magna logo após sua formatura em 2017.

Como engenheira de compras, ela trabalha no escritório do grupo da Cosma em Shanghai, ajudando no suporte de 10 divisões da Magna.

Cao diz que a engenharia é "aprender como resolver problemas" e pode até mesmo "ajudar em decisões de vida".

Anna Cao sitting at her desk at her office

O QUE INCENTIVOU VOCÊ A ENTRAR NA MAGNA?

A Magna é uma empresa Fortune Global 500, então eu sabia que seria um bom lugar para se trabalhar. Meu pai tinha trabalhado na Magna como engenheiro quando eu estava no ensino médio, e ele ficou muito feliz quando eu contei que ia trabalhar aqui.

DO QUE VOCÊ MAIS GOSTA NO SEU TRABALHO?

Como engenheira de compras, eu trabalho com várias pessoas, muitas vezes conversando com fornecedores sobre problemas, pedidos de compra e precificação. Meu trabalho também me conecta com diferentes departamentos da Magna, como Recursos Humanos, TI e engenharia. Isso realmente me ajuda a me comunicar melhor e expressar meus pensamentos, algo que engenheiros como eu nem sempre precisam fazer.

QUAL É O MELHOR CONSELHO QUE UM MENTOR DA MAGNA LHE DEU?

Minha mentora é Maggie Qian, a gerente de compras sênior no meu departamento, e parece que estamos sempre lidando com 20 a 30 tarefas de uma vez. Ela realmente me ajudou a priorizar melhor meu trabalho e aumentar minha eficiência. E, durante o processo, ela se tornou como uma irmã para mim.

QUAL É O SEU TRABALHO DOS SONHOS?

Eu sinto que encontrei meu trabalho dos sonhos aqui na Magna.

QUE TRÊS PALAVRAS VOCÊ ESCOLHERIA PARA DESCREVER VOCÊ?

Gentil, corajosa e decidida.

Aaron_Orejon-08

AARON OREJON
ENCONTRANDO AMOR E OPORTUNIDADE

Quando Aaron Orejon entrou na divisão Mechatronics Saltillo como operador de máquinas há nove anos, ele não sabia o impacto que a Magna teria em sua vida pessoal e profissional.

Ele conheceu sua futura esposa Gloria Elizabeth, também operadora de máquinas, em uma celebração do Dia da Independência Mexicana em 2012 organizada pela divisão. Eles se conheceram ao comparar anotações em relatórios de produção. Os 500 convidados do seu casamento em 2015 incluíam grande parte dos trabalhadores do chão de fábrica da unidade.

Com o apoio de seus gerentes na Magna, Orejon concluiu seu bacharelado em engenharia industrial e de sistemas na Universidad Del Valle de Santiago em setembro deste ano.

O QUE INCENTIVOU VOCÊ A ENTRAR NA MAGNA?

Meu pai, Magdaleno, era operador de máquinas na divisão e me contou sobre o emprego. Ele trabalhou na Magna por 19 anos e agora está aposentado. Quando comecei, estava só procurando uma forma de ganhar dinheiro para pagar a mensalidade da faculdade. Fui promovido a líder de produção dois anos depois. Eu estava impressionado com o desenvolvimento profissional e o treinamento em habilidades de liderança que a Magna oferece aos colaboradores. Eu pedi ajuda para continuar meus estudos, e a empresa me deu a oportunidade de permanecer em um turno, em vez de ficar mudando de um turno para outro, para que eu pudesse estudar e tirar boas notas.

QUAL É O MELHOR CONSELHO QUE UM MENTOR DA MAGNA LHE DEU?

Minha mentora foi Flor Garcia, uma líder de produção que está aposentada atualmente. Ela me apoiou e me incentivou a desenvolver minhas habilidades quando era operador de máquinas. Ela sempre dizia: "Cuide das pessoas. Os negócios realmente dependem delas".

QUAL FOI O SEU MOMENTO DE MAIOR ORGULHO NA MAGNA ATÉ AGORA?

Apoiar o crescimento profissional dos operadores de produção na minha equipe. Eu digo que eles precisam aproveitar as oportunidades que a Magna oferece. Muitos já foram promovidos para vagas melhores em materiais, manutenção e produção. O incentivo que recebi da empresa me motivou a ajudar outras pessoas.

COMO SERÁ O SEU VEÍCULO DO FUTURO?

Será um veículo de direção autônoma com assentos de massagem. Depois de sair do trabalho, você precisa de um lugar para relaxar.

SE VOCÊ TIVESSE UMA HORA EXTRA NO DIA, O QUE FARIA?

Passaria mais tempo com minha esposa e meus dois filhos, Dylan, de 8 anos, e Ian, de 2. Provavelmente jogaríamos futebol.

COMO SEUS AMIGOS DESCREVERIAM VOCÊ?

No começo, um pouco tímido, mas, quando as pessoas me conhecem, percebem que eu sou engraçado. Sempre procuro formas de fazer as pessoas sorrirem.

GOLFE, PINGUE-PONGUE, FUTEBOL OU HÓQUEI DE GELO. QUAL DESSES COMBINA MAIS COM SUA PERSONALIDADE?

Futebol. Jogo futebol desde os quatro anos de idade. O futebol me ensinou que liderança é essencial para ser um vencedor.

JOHN JOHNSON
TODO DIA É DIA DE ORGULHO

Antes de ser contratado em 2021 como técnico de qualidade na Magna Seating Columbus em Ohio, John Johnson construía antenas para sistemas de aterrissagem, que ficam no final das pistas e guiam os aviões para pousar em segurança. Ele criou suportes de aviação em terrenos desafiadores de todo o mundo: dos Alpes tibetanos à América do Sul.

Quando a pandemia de covid-19 diminuiu a frequência do transporte aéreo, Johnson foi demitido, mas encontrou um novo lar na Magna.

John_Johnson-01

O QUE INCENTIVOU VOCÊ A ENTRAR NA MAGNA?

A Magna é uma ótima empresa. Meu trabalho podia me levar para qualquer lugar do mundo que eu quisesse ir. Posso avançar na Magna e ter uma carreira melhor ainda. A empresa oferece oportunidades educacionais e eu estou estudando engenharia na Ohio University. Meu objetivo é ter um diploma de mestrado.

QUAL FOI O SEU MOMENTO DE MAIOR ORGULHO NA MAGNA ATÉ AGORA?

Eu trabalho em uma equipe de oito pessoas. Testamos e validamos as qualidades de soldagem das estruturas de assento para clientes como General Motors e Stellantis. Fazemos verificações de qualidade a cada hora. Quando encontramos um problema, pedimos que um ferramenteiro ou técnico de soldagem corrija o erro na máquina.

A equipe verifica cerca de 4.000 soldas por dia. Seria extremamente difícil deixar passar um problema pelo sistema, porque fazemos duas ou três verificações. Enquanto trabalho, penso na minha filha de seis anos, Kali. Não quero colocá-la em um assento em que não confio.

Como somos todos colegas paritários, finalizamos as coisas como uma equipe. Nós apoiamos uns aos outros. Todo dia é um dia de orgulho. Você pode alcançar algo todo dia como uma equipe.

COMO SERÁ O SEU VEÍCULO DO FUTURO?

Um veículo magnético seria interessante, que usasse tecnologia de propulsão eletromagnética. Reduziria a poluição, possibilitaria o uso de fontes renováveis e diminuiria acidentes de trânsito.

QUAL É O SEU LUGAR PERFEITO?

Em casa, com minha noiva Haley, minha filha Kali e meus 40 aquários. Sim, são 40 aquários. Também temos répteis, dois porcos-espinhos, dois cachorros e tartarugas.

CAFÉ OU CHÁ? CACHORRO OU GATO? QUAIS TE REPRESENTAM E POR QUÊ?

Chá. Tento ser calmo e já tenho energia demais. Sou amigável como um cachorro, mas provavelmente sou mais parecido com um coiote. Estou por toda parte e não sigo um único caminho.

We want to hear from you

Send us your questions, thoughts and inquiries or engage in the conversation on social media.

Artigos relacionados

A Magna Beekeeper's Perspective

Article

Magna Doubles Down on Its Next Rebelle Rally Adventure

Releases

A Magna Beekeeper’s Backyard – and Beyond

Article

Conecte-se

Você tem interesse em receber mais informações sobre a Magna? Você pode permanecer conectado com as notícias da Magna por meio de alertas ou e-mails diretamente em sua caixa de entrada.